Festa Nacional da Música - DE 18 A 23 DE OUT

Convidados


Arere

Zé Arere é presença confirmada no maior encontro da música brasileira desse ano em Bento Gonçalves.

José Luis Lopes nasceu em 25 de novembro de 1946, baiano criado no bairro da Federação, Alto das Pombas. Filho de Maria das Dores dos Santos e Augusto dos Santos Lopes (In memoria), cresceu em uma família grande composta de 9 irmãos. Pai de três filhos, Fábio, Diego e Pablo Lopes, sempre foi exemplo de honra e caráter para eles.

Aluno do Colégio Góes Calmon, ficou conhecido como Arerê desde sua infância por todo o bairro. Homem batalhador, sempre correu atrás de seus objetivos. Ainda jovem iniciou sua carreira profissional como Eletricista de Auto, e após alguns anos abriu sua própria Oficina Mecânica, a Auto Oficina São Jorge no Alto das Pombas.

Com apenas 11 anos deu início a sua vida carnavalesca com o Bloco Vamos com Calma. Logo em seguida participou do Bloco Vida de Kelé. Arerê realmente era homem de festa, do que fez não parasse por aí, participando logo em seguida do Bloco Os Corujas.

Dando continuidade a essa veia pela música, conheceu o professor de música Gil Caribé, onde pode aprender cada vez mais e fazer parcerias de farras. Em meados de 1971 conheceu o grande poeta do samba Nelson Rufino, e com ele participou do Bloco de Samba Alerta Mocidade por muitos anos.

Zé não parou por aí, com certeza ele ainda tinha muito o que fazer pelo samba baiano e porque não dizer brasileiro. Após dar uma pausa em festejos carnavalescos, em 1994 esse grande amante do samba voltou junto com os amigos Nelson Rufino e Guilherme Simões para fundar o Bloco Alerta Geral, pois o samba estava perdendo espaço no carnaval de Salvador.

Hoje com 25 anos de história, o Alerta Geral tendo como presidente o Arerê é sem dúvida um sucesso na abertura do carnaval na quinta-feira com grandes atrações nacionais e locais. Isso sem dúvida com a participação de seus foliões “Alerteiros” que saem nas ruas para festejar.
Esse amor pelo samba fez com que Zé Arerê continue a abraçar todos os festejos que esse segmento musical pode trazer para a cidade, sempre colocando o samba na vida dos baianos. Participou do Projeto Boteco do Samba no Festival de Verão Salvador que foi sucesso de público nas suas 2 edições.

Para fortalecer ainda mais as entidades carnavalescas de samba do carnaval baiano, em 2004 junto grandes parceiros de outros blocos fundou a União dos Blocos de Samba da Bahia - UNESAMBA, onde participa da diretoria. A UNESAMBA tem como objetivo principal fortalecer todos os blocos de samba e não deixar o samba morrer no carnaval de Salvador.

O mais novo projeto que ele vem encabeçando é o Festival de Samba do Bloco Alerta Geral. Evento que vem para resgatar os tradicionais festivais de samba que aconteciam na cidade, e além de tudo fortalecer esse ritmo genuinamente brasileiro que tem mais de 100 anos de história.
O legado de Zé Arerê no samba ainda não acabou. Com certeza este sambista nato, ainda quer e vai fazer muito por esse ritmo tão baiano e tão brasileiro!

Cadastre-se para
saber mais