Festa Nacional da Música - DE 18 A 23 DE OUT

Artistas


Carlos Magrão

Carlos Magrão confirmou presença na Festa Nacional da Música de 2019.

Carlos Eugênio Knop, nome escolhido, por Maria e Estevo, para o seu primogênito. Foi em agosto de 1960, na cidade de Campo Novo (RS), quando nascia um grande artista, que mais tarde ficaria conhecido como Carlos Magrão.

Inspirado pelo pai e pelas canções que ouvia, aos 8 anos de idade Magrão começou a cantar e a tocar acordeon. Aos 19 anos, já em Passo Fundo – RS, participou do grupo Reflexo Som até o dia em que conheceu Oswaldir, no bar Recanto Nativo. Foram 5 anos até a gravação do primeiro disco da dupla Oswaldir e Carlos Magrão.

Sucesso não só no Rio Grande do Sul, mas em todo o Brasil e em países da América do Sul, a dupla Oswaldir e Carlos Magrão agradou gerações em seus 32 anos de parceria. Foram 17 trabalhos, entre discos, CDs e DVD, que renderam à dupla prêmios importantes, como o disco de ouro. A música de maior destaque foi a tão conhecida “Querência Amada”, de autoria do cantor e compositor Teixeirinha.

Um marco na vida de Carlos Magrão foi a perda repentina de seu pai, em 1992, falecido por conta de um grave acidente. Nesta época, Magrão escreveu um diário que, mais tarde, motivou uma de suas primeiras canções autorais, a música “Quero Meu Pai”.

Em 2007, conheceu a Igreja Luterana (IELB). A proximidade com Deus lhe ajudou a superar a perda do pai e lhe despertou uma grande vontade de agradecer pelos dons recebidos. Foi quando gravou seu primeiro CD Gospel, Vamos falar com Deus. Até hoje mantém este trabalho, conciliando-o com shows de música gaúcha e brasileira.

Ao longo destes anos, Carlos Magrão, tornou-se um grande cantor, intérprete, compositor e instrumentista reconhecido, aclamado e premiado. Conquistou inúmeros fãs e grandes amigos pelo seu talento, simpatia e carisma.

Junto com sua esposa Vivian, construiu uma linda família, com 6 filhos (um in memoriam) que são seu porto seguro, motivação e grande inspiração. E foi buscando mais tempo com a família e maior liberdade de fazer suas próprias escolhas, que Carlos Magrão tomou a decisão de, oficialmente em outubro de 2017, seguir carreira solo.

São novos rumos, mas não menos sonhos. Carlos Magrão segue com toda a dedicação, o comprometimento e o amor pela música. Se firma no auxílio de Deus, no apoio da família e no carinho dos fãs. Tudo isso expressado na música gaúcha, na música cristã, na cultura brasileira. E a cada nova etapa, em cada desafio que vier, ali estará o mesmo objetivo: levar a alegria da arte feita com a alma, até onde suas canções possam alcançar.

Cadastre-se para
saber mais