Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer apresenta:

Festa Nacional da Música -

Notícias da Festa

Público animado, festa e muitos sorrisos. Assim foi o dia em duas instituições de auxílio na capital gaúcha. (Crédito: Marcos Cunha/FNM) Público animado, festa e muitos sorrisos. Assim foi o dia em duas instituições de auxílio na capital gaúcha. (Crédito: Marcos Cunha/FNM) Clique aqui para baixar a imagem em alta resolução

CIDADE DA MÚSICA LEVA GRANDES NOMES DA MÚSICA BRASILEIRA AONDE O POVO ESTÁ

Para manter a tradição de promover a interação total da cultura com a comunidade, a Festa Nacional da Música levou artistas reconhecidos em todo o país a instituições de Porto Alegre. A programação, realizada nesta quarta-feira, faz parte do roteiro da Cidade da Música

Antonio Villeroy e Serginho Moah são alguns dos grandes nomes da música brasileira que reservaram a quarta-feira para irem aonde o povo está. Os artistas estiveram em instituições que atendem crianças, adolescentes e idosos.

Pela manhã, cerca de 300 crianças e adolescentes atendidas pela Fundação Pão dos Pobres tiveram a oportunidade de acompanhar a apresentação de Serginho Moah, vocalista do Papas da Língua, Délcio Tavares, cantor multipremiado com mais de 40 anos de carreira, e o músico Carlinhos Freitas.

Apresentando seus sucessos e até mesmo canções infantis para alegrar os pequenos, os cantores viram os sorrisos se multiplicarem na plateia e, de quebra, ainda tiveram o auxílio das crianças para movimentar o dia na Fundação.

Entre as crianças que encararam os microfones para se apresentar junto dos artistas, destacaram-se as pequenas Marcela e Maria Eduarda, ambas com 9 anos. Alunas do grupo de musicalização do Professor Cláudio Baraldo, as duas fizeram bonito e ainda ganharam brindes da Festa Nacional da Música.

Os três cantores foram unânimes ao falar da importância de iniciativas que levem a crianças a oportunidade de acompanhar de perto seus ídolos. Serginho Moah ressaltou que é papel do artista se aproximar das pessoas e aproveitar esses momentos para mostrar que é possível seguir um bom caminho e conquistar coisas boas.

Depois da apresentação e de muitas fotos e abraços, foi a vez de os músicos seguirem para a Spaan, que atende idosos, onde foram recebidos por um animado público, que não ficou devendo nada em empolgação e energia para os pequenos.

Se juntou ao grupo de artistas o cantor e compositor gaúcho Antonio Villeroy, autor de grandes sucessos da música brasileira. O artista fez questão de demonstrar sua satisfação em integrar o projeto. Para ele, fazer um trabalho beneficente, diferente de se apresentar em shows para o seu público cativo, justifica a existência do músico como artista, já que é possível levar alegria para pessoas que precisam muito de momentos bons no seu dia-a-dia.

No repertório para os idosos, os cantores mostraram todo seu talento ao lembrar canções tradicionais da música brasileira. Délcio Tavares arrancou fortes aplausos ao interpretar “Mia Gioconda”, canção que ficou famosa na voz de Agnaldo Rayol, quando fez parte da trilha sonora da novela “Rei do Gado”, da TV Globo. E Antonio Villeroy improvisou uma versão animada de “Fuscão Preto”, antiga composição de Artur Rogério.

Mas quem roubou a cena, sem dúvida alguma, foi a Dona Zeli, com seus 84 anos de vitalidade e energia. Logo que as primeiras músicas começaram a ser apresentadas, ela não se conformou em ficar sentada, tratou de levantar e começou a dançar animadamente. A iniciativa de Dona Zeli não demorou a contagiar a todos e rapidamente o que se viu foram pares rodopiando, palmas e vozes acompanhando os artistas. Dona Carmem, que esta há oito anos na Spaan, cantou praticamente todas as canções, com voz afinada e potente, do alto de seus 79 anos.

A cena de abraços, sorrisos, poses para fotos e muita alegria, que marcou a visita pela manhã na Fundação Pão dos Pobres, se repetiu no final da tarde. A cada olhar feliz de agradecimento dos idosos, outro igualmente agradecido e satisfeito veio em resposta na expressão dos músicos, em um dia que, certamente, foi inesquecível para a plateia e o para os artistas.

Festa Nacional da Música - De 21 a 24 de outubro, a Festa Nacional da Música reúne artistas e profissionais do setor em shows e debates em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Todos os ritmos estarão representados na programação que conta com artistas de todo o país.

Cidade da Música/Festa da Música - De 11 a 18 de outubro, a música vai tomar conta de ruas, parques, hospitais, asilos e outros locais públicos da capital gaúcha durante a programação gratuita que faz parte da Festa Nacional da Música. A programação completa está no site http://festanacionaldamusica.com.br/2018/index.php

(Marcos Cunha)



Cadastre-se para
saber mais