Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e VIVO apresentam

Notícias da Festa

Artistas apresentaram sucessos da música gaúcha na Redenção (crédito: Jackson Ciceri/FNM) Artistas apresentaram sucessos da música gaúcha na Redenção (crédito: Jackson Ciceri/FNM) Clique aqui para baixar a imagem em alta resolução

Mais de 35 mil pessoas reverenciam a cultura gaúcha em show ao ar livre

Diversas atrações se apresentaram no Parque da Rendenção, em Porto Alegre

A Festa Nacional da Música foi gaúcha neste domingo. O evento que promove a união de diferentes gêneros musicais de todo o Brasil reservou a tarde para reverenciar a cultura e o ritmo típico do Sul do país, região onde nasceu a festa. Entre artistas individuais e grupos, mais de 20 atrações se apresentaram no palco ao ar livre montado na Redenção para um público de mais de 35 mil pessoas. O público chegou cedo para garantir um bom lugar na plateia, ficou até o final cantando sucessos e aplaudindo de perto seus ídolos.

Durante os shows foram gravadas duas edições do programa "Galpão Crioulo", da RBS TV. Com apresentação de Neto Fagundes e Shana Müller, os artistas foram sendo chamados ao palco. Para acompanhar todos, o Tchê Guri, que abriu a festa com um medley de vaneiras, tocou do início ao fim. A maratona gauchesca começou com Joca Martins e Juliana Spavanello. Embora tenham carreiras independentes, eles formam um dueto na vida e na música. E a composição escolhida foi "Lua Redonda", que faz parte do projeto artístico que desenvolvem juntos chamado Folclore e Cantoria.

Machado e Marcelo do Tchê se apresentaram em seguida. A dupla tocou "Sábado o Dia" e manteve a animação da plateia, que permaneceu atenta e participativa o tempo todo, mesmo quando, em função de questões técnicas durante a gravação dos programas, os shows eram interrompidos. As pausas, comuns neste tipo de gravação, eram compensadas com a interação entre os apresentadores e o público.

Veterano em participações na Festa da Música, tantas que ele diz nem lembrar quantas foram até aqui, Daniel Torres foi o próximo a se apresentar. Ao subir ao palco, ele interpretou "Paraguaya". O cantor disse sentir uma alegria renovada ao participar da festa. Depois dele foi a vez da primeira voz feminina a cantar. Fátima Gimenez, demonstrando sintonia com o público, entoou "Tertúlia". Nos bastidores, ela lembrou que participa da festa muito antes de ter iniciado sua carreira solo. A primeira vez foi com o grupo Cantores dos Sete Povos, com Telmo de Lima Freitas e Edson Mota.

Conhecidos de suas participações em programas e concursos de TV, César Oliveira e Rogério Melo contaram com a companhia de Edilberto Bérgamo no palco. O trio apresentou "Morenita". A música foi eleita em concurso nas redes sociais. Em seguida foi a vez de Shana Müller, com o medley "Eu Vim do Sul/Xote do Sul". Em uma homenagem a Albino Manique, Alex Vargas e Luciano Maia formaram com o experiente músico um trio de gaiteiros que arrancou aplausos entusiasmados do público. Com um medley de músicas, eles reverenciaram os 60 anos de carreira de Albino.

Para marcar a abertura da gravação de mais um programa, que estava sendo feita naquele momento, o Tchê Guri tocou "A Cor da Bandeira". Foi então que Berenice Azambuja foi chamada ao palco. Ao cantar "Quem Tá Mandando é a Mulherada", a artista foi bastante aplaudida pelo público, que pedia mais uma música da intérprete. O apresentador Neto disse que ela voltaria ao final e destacou a trajetória de Berenice, que foi mais uma vez aplaudida pelos fãs. O cantor Luiz Cláudio veio em seguida, com medley de músicas dançantes.

A canção "Guri", clássico gauchesco eternizado na voz de Cesar Passarinho, foi interpretada por Luiz Arthur Seidel, que mostrou carisma e emocionou o público. Aos 13 anos, o ex-participante do "The Voice Kids" pareceu estar à vontade no meio de tantos artistas experientes. O próximo foi Cristiano Quevedo, outro que também não lembra quantas festas da música já participou. O intérprete apresentou "Manda um Beijo Pra Ela". Nos bastidores, Quevedo festejou o "caráter agregador" da Festa Nacional da Música. Em seguida veio Loma, que se apresentou com dois músicos do grupo "Chão de Areia". Antes de começar a cantar, em uma pausa da gravação, a artista aproveitou para animar o público, ensaiando o refrão da música "Gaúcho".

Ao lado do irmão Ernesto Fagundes, Neto Fagundes cantou "Galpão Crioulo". Durante a música, Ernesto tocou seu bombo leguero, instrumento que pode ser ouvido a quilômetros de distância. Para o encerramento do show, os artistas voltaram ao palco e, junto com os apresentadores, cantaram "Baile de Candeeiro".

Festa Nacional da Música – Marcada pela diversidade de estilos, a Festa Nacional da Música promove, de 12 a 25 de outubro, a integração de artistas de todo Brasil e dos mais variados gêneros musicais. Do rock ao samba, do funk ao forró, do rap ao sertanejo, da MPB à música clássica, o clima é de descontração e intercâmbio cultural junto a personalidades de renome do mercado da música, como empresários, produtores e representantes de gravadoras. Shows espontâneos, parcerias improvisadas, jam sessions e debates importantes acerca da indústria fonográfica brasileira dão o tom do evento.

Cidade da Música – Neste ano, o maior encontro da música brasileira irá tomar conta das ruas de Porto Alegre em uma programação aberta ao público e especialmente voltada a artistas regionais e locais: a Cidade da Música. Realizada de 12 a 21 de outubro como uma espécie de aquecimento para as atrações já tradicionais, as atividades serão gratuitas e passarão pelos principais pontos da capital gaúcha, como parques, praças, estações de trem e teatros.

Fotos em alta resolução no link abaixo:

http://festanacionaldamusica.com.br/2017/index.php/fotos-interna/festa-nacional-da-musica-2017-palco-cidade-da-musica-galpao-crioulo-15-10-17-fotos-jacksoncieri-fn-41#init



Cadastre-se para
saber mais