Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e VIVO apresentam

Notícias da Festa

Homenageados se reúnem para a foto oficial do evento (crédito: João Mattos/FNM) Homenageados se reúnem para a foto oficial do evento (crédito: João Mattos/FNM) Clique aqui para baixar a imagem em alta resolução

Grandes nomes da música são homenageados em noite de tapete vermelho em Porto Alegre

Artistas, jornalistas e empresários receberam prêmios durante a Festa Nacional da Música

O salão do Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael lotou para reverenciar grandes nomes da música brasileira na noite dedicada aos homenageados na Festa Nacional da Música. A celebração começou por volta de 22h30min e foi madrugada adentro, com os artistas se revezando no palco. Antes de subirem para receberem seus troféus e mesmo após, eles tietavam uns aos outros, aplaudindo, fazendo fotos, gravando vídeos e mostrando que o meio musical é, antes de tudo, um meio de alegria, onde se faz amigos e festeja a união.

A comemoração movimentou a Avenida Alberto Bins, no Centro Histórico da capital gaúcha, onde foi estendido um tapete vermelho para as estrelas cruzarem a via, passando do hotel para o centro de convenções. O grupo de homenageados da noite dá uma ideia da diversidade da música brasileira. Os artistas Bruna Karla, Délcio Tavares, Amado Batista, Rappin Hood e Joelma mais as bandas Sorriso Maroto, Falamansa e CPM 22 receberam os prêmios. A homenagem destacou também os jornalistas Gustavo Victorino, Amauri Soares e Serginho Groisman, o produtor Eduardo Pepato, o empresário Cláudio Mello e a empresa Harman do Brasil, que foi representada pelo diretor Fábio Floriani.

Após receber o troféu, o palco foi pequeno para Rappin Hood. O artista desceu para cantar junto ao público e angariou mais adeptos para o rap e o hip hop com seu jeito irreverente. A banda Sorriso Maroto recebeu o prêmio das mãos de Michael Sullivan, que disse que os integrantes do grupo eram como se fossem filhos dele. Joelma subiu ao palco se livrando do casaco e batendo o cabelo, o que animou a plateia. A artista, a única que se apresentou com uma base instrumental gravada, a certa altura do show disse que, em uma festa com tantos músicos, fazia questão de cantar ao vivo. E mandou ver na voz e nos requebros.

Em outro ponto alto da festa, o cantor e compositor Renato Teixeira, ao entregar o prêmio para Serginho Groisman, preferiu cantar, em vez de falar. Após ouvir "Romaria", Serginho fez questão de pedir mais uma música. "Eu sou homenageado, posso pedir", disse o apresentador, no que foi prontamente atendido. A plateia agradeceu e cantou junto com Renato o clássico "Tocando em Frente". A festa teve ainda uma novidade. Retidos em São Paulo em função de problemas no trânsito, dois dos integrantes da CPM 22 não conseguiram chegar a tempo para a noite de premiação, onde foram um dos homenageados. O grupo, então, contou com Tico Santa Cruz nos vocais e demais integrantes dos Detonautas.

A abertura da festa na capital gaúcha foi com um grupo de cantores nativistas. Tchê Guri, Shana Müller, Neto Fagundes, Daniel Torres e Tatiele Bueno abriram a noite com um medley de sucessos do cancioneiro gaúcho. Apresentada pela jornalista Vera Armando e com um stand up comedy do Guri de Uruguaiana, a celebração terminou com os homenageados no palco para uma foto em conjunto.



Cadastre-se para
saber mais