Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e VIVO apresentam

Notícias da Festa

Banda Marcial La Salle São João foi uma das atrações da Festa Nacional da Música (crédito: Jonathan Heckler/FNM) Banda Marcial La Salle São João foi uma das atrações da Festa Nacional da Música (crédito: Jonathan Heckler/FNM) Clique aqui para baixar a imagem em alta resolução

Festival de Bandas Marciais agitou o Parque da Redenção neste domingo

As tradicionais bandas marciais movimentaram o público que passeava pela Redenção neste domingo (15). Depois de dias muito chuvosos, o sol apareceu e quem resolveu dar a sua voltinha pelo Parque foi presenteado com a apresentação de oito bandas marciais vindas de diferentes cidades do estado. O público também pode conferir o concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de Imbé (Osmi), cidade do Litoral Norte gaúcho.

Os grupos se concentravam próximo à Avenida Osvaldo Aranha e atravessavam o parque mostrando suas performances, envolvendo a todos. “Adoro prestigiar. Sei que eles ensaiaram muito para estarem aqui. Tem esforço, disciplina e dedicação. Impossível não se entusiasmar", disse a fisioterapeuta Adriana Barbieri, que desceu da bicicleta para acompanhar as bandas.

As atividades foram iniciadas pela Banda Marcial Gusmão Britto, de São Leopoldo. “Para eles, sairem do Vale do Sinos e vir se apresentar em Porto Alegre, abrindo o Festival de Bandas Marciais dentro da programação da Festa Nacional da Música é um acontecimento, que nos enche de alegria”, comentou o regente Diego Adam.

Formada por 42 jovens, a Orquestra de Imbé subiu ao palco logo em seguida, No repertório, os musicistas executaram, entre outras canções brasileiras e estrangeiras, trilhas de filmes, sob a regência do maestro e diretor artístico Marco Aurélio Nunes da Silva.

Dando seguimento ao Festival, se apresentou a Banda Marcial Amadeo Rossi, também de São Leopoldo. No repertório, músicas bem atuais, como o sucesso mundial "Despacito". “Logo que a música estourou, nós já começamos a ensaiar, sempre temos no nosso repertório algum lançamento, alguma peça bem popular”, conta o regente, Roger Aguiar.

A Banda Marcial Gonçalvense, de Cachoeira do Sul, também misturou estilos. Até porque uma marca da formação da banda é o encontro de gerações, já que o grupo é mantido pela Associação de Ex-integrantes. Vindos de Alvorada, a Banda Marcial Mário Quintana e a Banda Marcial São Marcos também mesclaram peças tipicamente militares com repertório popular e animaram o público. A Banda Marcial La Salle São João, de Porto Alegre, considerada a formação mais antiga do Brasil, também empolgou a plateia.

Vinda da cidade mais antiga do Rio Grande do Sul, a Banda Marcial Dragões de Rio Pardo foi a única a se apresentar com corpo coreográfico. Sete bailarinas dançaram as músicas populares entoadas pelos músicos e apresentaram ritmos como forró, samba e até alguns acordes semelhantes ao de uma bateria de escola de samba. O público aplaudiu muito.

O encerramento foi feito pela Banda Juliana, pertencente à Escola Estadual Júlio de Castilhos, que é o organizador do Festival. De acordo com o presidente da Associação da Banda Marcial Juliana, André Mastrascusa, o evento tende a se manter e a crescer. “Ano passado convidamos quatro bandas, este ano trouxemos oito. O que muito nos alegra é saber que as bandas já esperam esse festival durante a Festa da Música. Estamos apenas na segunda edição mas estamos dando visibilidade a este trabalho tão bonito que é feito em todo o Estado do Rio Grande do Sul”, completou.

Festa Nacional da Música – Marcada pela diversidade de estilos, a Festa Nacional da Música promove, de 12 a 25 de outubro, a integração de artistas de todo Brasil e dos mais variados gêneros musicais. Do rock ao samba, do funk ao forró, do rap ao sertanejo, da MPB à música clássica, o clima é de descontração e intercâmbio cultural junto a personalidades de renome do mercado da música, como empresários, produtores e representantes de gravadoras. Shows espontâneos, parcerias improvisadas, jam sessions e debates importantes acerca da indústria fonográfica brasileira dão o tom do evento.

Cidade da Música – Neste ano, o maior encontro da música brasileira irá tomar conta das ruas de Porto Alegre em uma programação aberta ao público e especialmente voltada a artistas regionais e locais: a Cidade da Música. Realizada de 12 a 21 de outubro como uma espécie de aquecimento para as atrações já tradicionais, as atividades serão gratuitas e passarão pelos principais pontos da capital gaúcha, como parques, praças, estações de trem e teatros.

 

Fotos em alta resolução no link abaixo: 

http://www.festanacionaldamusica.com.br/2017/index.php/fotos#init



Cadastre-se para
saber mais