Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e VIVO apresentam

Notícias da Festa

Palco Cidade da Música - Atlântida levou bandas para o Parque da Redenção, em Porto Alegre (crédito: Jackson Ciceri/FNM) Palco Cidade da Música - Atlântida levou bandas para o Parque da Redenção, em Porto Alegre (crédito: Jackson Ciceri/FNM) Clique aqui para baixar a imagem em alta resolução

Cidade da Música abre maratona de shows em Porto Alegre

Palco montado no Parque da Redenção teve apresentações gratuitas

Valeu a pena ter esperado a chuva que caiu em Porto Alegre durante dias passar. O Palco Cidade da Música - Atlântida, que havia sido transferido para este sábado em função do mau tempo, celebrou a volta do sol com uma sequência de shows que tem tudo para entrar para a história da Festa Nacional da Música. No palco teve pai cantando com filho de 3 anos, filho tocando com pai e tio, misturando ritmos e gêneros, e muita gente boa na apresentação ao ar livre no Parque da Redenção que abriu maratona de shows na capital gaúcha.

Foi só o duo Blend of Malt começar a cantar no início da tarde para as nuvens darem passagem para o sol. O ritmo contagiante da dupla foi atraindo o público, que chegou tímido, mas logo foi se soltando com o folk acústico eletrônico de Gustavo Fallavena no canto e violão e Sergio Gautche na percussão eletrônica. Tocando juntos há dois anos, eles assumiram a responsabilidade de abrir a programação e surpreenderam quem chegou cedo para a tarde de shows.

Em seguida veio Erick Endres, que deu seu primeiro show de guitarra do dia. Já no começo da noite, ele voltaria para dividir o palco com o pai e o tio durante a performance da Comunidade Nin-Jitsu. Na apresentação solo, Erick mostrou trabalho autoral com "Não Acredite no Vento", entre outros hits. A banda Império da Lã veio logo depois colocando todo mundo para dançar. Com sucessos que tocam no carnaval e uma nova versão de "Volare", o vocalista Carlinhos Carneiro, conhecido da Bidê ou Balde, agitou a galera. O grupo levou para o palco O Cara da Sunga, figura conhecida em Porto Alegre.

O clima de descontração seguiu com a Valente. Das quatro músicas que a banda de Estância Velha tocou, três foram autorais: "Sem Toda Minha Alegria", "Teu ser" e Insossego". Estreando na Festa Nacional da Música, a Paradise Session foi a próxima. O grupo, que vai abrir o show da banda de reggae SOJA no dia 8 de novembro, em Porto Alegre, deu mostras do sucesso que anda fazendo. A batida suave e dançante seguiu com Nego Joe, que destacou a importância da valorização dos artistas locais na Festa Nacional da Música.

Outra que estreou na Festa da Música, a Cartolas mostrou rock contagiante. Além do carisma no palco, o grupo fez questão de tirar fotos com fãs após a apresentação. A Acústicos & Valvulados por pouco não teve seu brilho ofuscado por Lito, de 3 anos. Filho do vocalista Rafael Malenotti, o menino deu show de simpatia ao cantar com o pai o hit "Até a Hora de Parar". A noite fechou com a Comunidade Nin-Jitsu tocando sucessos como "Detetive" e "Tâmo Aí Na Atividade", em uma homenagem a Chorão e à banda Charlie Brown Jr. Durante o show, o vocalista Mano Changes colocou Erick Endres para trabalhar novamente. Filho de Fred e sobrinho de Fernando, os três esbanjaram talento com suas guitarras. O show foi apresentado pelos comunicadores Lelê Bortholacci e Rodrigo Cosma.

Festa Nacional da Música – Marcada pela diversidade de estilos, a Festa Nacional da Música promove, de 12 a 25 de outubro, a integração de artistas de todo Brasil e dos mais variados gêneros musicais. Do rock ao samba, do funk ao forró, do rap ao sertanejo, da MPB à música clássica, o clima é de descontração e intercâmbio cultural junto a personalidades de renome do mercado da música, como empresários, produtores e representantes de gravadoras. Shows espontâneos, parcerias improvisadas, jam sessions e debates importantes acerca da indústria fonográfica brasileira dão o tom do evento.

Cidade da Música – Neste ano, o maior encontro da música brasileira irá tomar conta das ruas de Porto Alegre em uma programação aberta ao público e especialmente voltada a artistas regionais e locais: a Cidade da Música. Realizada de 12 a 21 de outubro como uma espécie de aquecimento para as atrações já tradicionais, as atividades serão gratuitas e passarão pelos principais pontos da capital gaúcha, como parques, praças e estações de trem.



Cadastre-se para
saber mais